Escrevo histórias especiais para quem se cadastra em minha lista. Inscreva-se

5 passos: como fiz meu e-book

Published 30/01/2015 - 0 Comments

Para mim, o melhor do conhecimento adquirido é poder passá-lo adiante. Por isso, nunca fui boa de guardar segredo, fazer surpresa, esconder, não contar ou mentir. E sempre fui ótima para estudar junto, informar, contar histórias e final de filme, estragar surpresas em geral. Mas é não é sobre isso que vim falar, e sim sobre como foi a produção da minha coletânea de contos e poemas. Resolvi fazer sozinha e lançar como um e-book gratuito para os assinantes da Histórias da Pimenta (também tem a opção de comprar o exemplar impresso). Dividi o processo em cinco passos e apresento em detalhes cada etapa de trabalho para você!

Passo 1: Coletânea

Comecei fazendo a seleção do que deveria entrar e montando no Word o que seria o livro. Folha de rosto, dedicatória, prefácio, índice, sinopse da obra, pequena apresentação do autor e os contos e poemas selecionados.

Paralelamente, fui pesquisar sobre qual seria a melhor forma de publicar esta coletânea. Como a intenção é distribuir gratuitamente para os assinantes da minha lista, decidi pelo formato pdf e, talvez, também o epub. O epub é um formato de leitura mais adequado para ebooks, já que no reader de epub o leitor pode selecionar o tamanho da fonte e possui uma navegação melhor para leitura em tablets que o pdf.

Como por enquanto não penso em colocar a coletânea para venda na amazon e applestore, não preciso de um ISBN. Para este primeiro, resolvi deixar tudo mais simples.

Passo 2: Organização

Uma ferramenta que me ajudou muito neste processo de organização das referências e pesquisas foi o Evernote. Interessante é que vi  indicação a ele em muitas listas de dicas para quem está produzindo e-book, para ajudar também na parte da organização e produção do conteúdo. Usei o evernote para me ajudar na pesquisa para produção do e-book, uso como suporte para organizar referências de novas histórias, como memória virtual de páginas, como rascunho de projetos… sinceramente, é difícil pensar como fazia tudo isso antes do evernote!

Passo 3: Diagramação

Com certeza, para mim, a parte mais trabalhosa é dar uma cara para o livro, fazer uma diagramação que valorize o conteúdo no arquivo pdf. Fui então em busca de templates gratuitos e pagos, mas nenhum deles realmente me agradou. Resolvi fazer eu mesma o layout usando o Word e caramba, quanto detalhe que aparece! Número de páginas, cabeçalho, capitular, quebras de páginas… Mesmo sabendo usar um pouco o InDesign da Adobe, acabei construindo tudo no Word mesmo. A parte mais chata foi montagem do índice e paginação para impressão.

Para fazer a capa, usei uma foto do meu marido, da nossa cadelinha Ayra e como ferramenta de montagem, usei o Canva. Para fazer as imagens que usei na landing page, que faz o livro parecer uma obra impressa, usei modelos do site pdscovers.com e segui as orientações no Photoshop. Para quem não sabe usar o Photoshop, tem a opção de contratar alguém por cinco doletas no Fiverr.com ou procurar por cover no Canva (custa um dólar a imagem) e fazer por lá mesmo.

No meio do processo, conheci o PerSe e o BookeSS que oferecem serviços de publicação e comercialização de livros para autores independentes. O autor faz sozinho a publicação do seu livro. Publicar minha coletânea toda sozinha casou tão bem o conceito dessa galera que resolvi testar. E aí, num livro impresso, as páginas não são seguidas, e sim respeitam um início de novo capítulo na página da direita. Descobri que o Word tem opção de inserir quebra de página ímpar e isso me ajudou bastante para formatar o documento. Formatei alinhamento, capitular, título, texto de cabeçalho das páginas, editei margem e tamanho da página para 14 x 21cm, formato impresso que escolhi. Fiz pensando no exemplar impresso que faria para mim. Aí chegou, revisei, gostei muito do resultado e as pessoas que tiveram contato foram unânimes em pedir um exemplar. Mas na revisão, percebi que a diagramação que fiz no Word ainda deixava a desejar, por fala de conhecimento meu ou de ferramentas do programa mesmo. Sei que fui para o InDesign, da Adobe e recomecei a diagramação. Agora o livro impresso está disponível em duas lojas, para o leitor que quiser ler o livro físico!cover-final1

Passo 4: Publicação

Com a PerSe e BookeSS, a coletânea passou a ser e-book e livro impresso! Quem quiser o e-book, basta cadastrar na lista Histórias da Pimenta que já recebe gratuitamente. Quem quiser ler impresso, pode comprar em uma das duas lojas. A diferença de preço é grande entre as lojas. Como a intenção desta coletânea é divulgar gratuitamente o que já escrevi até agora, não coloquei um valor para o autor, o custo é todo de produção. Aí existe uma variação. Na PerSe custa quase R$20,00, fora o frete. Na BookeSS, custa R$35,00 com frete grátis. Dependendo de onde você morar, pode ficar mais em conta o serviço da BookeSS. Ainda não vi a qualidade da impressão da BookeSS. Gostei muito da qualidade do livro impresso da PerSe, me surpreendeu positivamente!

O e-book está gratuito para todos os assinantes das Histórias da Pimenta. Montei as famosas landing pages para o lançamento do meu infoproduto de opt-in na lista. (Gastei metade do meu vocabulário de marketing digital em uma frase!)

Passo 5: Lançamento

Para as páginas de download do e-book, a tal landing page e suas filhas (thank you page, download page) usei o plug-in Thrive Content Builder. Não sei se é um plug-in que funciona em todos os temas ou apenas nos Thrive Themes, que é o pacote que uso aqui no meu site. Confesso que foi bem bacana ver o resultado e é sim válido fazer as páginas para download bonitinhas. Faz toda diferença você ser profissional na apresentação do seu produto. Em meu planejamento também conta uma pequena campanha de anúncios no Facebook (depois conto mais aqui como foi) e preparei esta entrevista, em que a Mariana escritora é entrevistada pela Pimenta jornalista.

E você, já escreveu um livro ou um e-book? Como foi o processo? Tem mais alguma dica para acrescentar? Conte aqui nos comentários, toda ajuda e informação é muito bem-vinda!

Gostou deste texto?

Tem muito mais por e-mail.
Preencha e ganhe meu e-book Início - contos e poemas que não deveriam ser esquecidos na gaveta